EXPLICAÇÕES SOBRE OS SÍMBOLOS

Os pictogramas descrevem as propriedades e a usabilidade dos produtos individuais:
EC1_PLUS_DE_cmyk_768x170.png
EMICODE

EMICODE é um selo, com marca registrada, para classificação de produtos de construção e materiais de instalação modernos, sem solventes e com baixas emissões.

A marca de certificação para higiene ambiental e de interiores é aplicada desde 1997 pela GEV (Associação para o controlo de emissões em produtos de pavimentação, adesivos e produtos de construção) em produtos de fabricantes sujeitos a rigorosos controlos de qualidade e a inspeções regulares. Sob o ponto de vista da proteção do consumidor e da proteção ambiental, o EMICODE oferece uma orientação na avaliação e seleção de produtos químicos.

O sistema de classificação destina-se a projetistas, consumidores e profissionais, é abrangente a empresas e neutro em termos de competitividade. Com base nos métodos de inspeção GEV rigidamente definidos (câmara de testes de emissão) e os critérios de classificação GEV, o EMICODE divide-se nas três classes de emissões seguintes.

Muitos produtos da Wakol cumprem a melhor classe de emissões, a EMICODE EC1 PLUS. Desde a matéria-prima ao fabrico, estão sujeitos a controlos especialmente rígidos conforme a norma DIN EN ISO 9001:2015, tanto no que respeita as características de emissões como a excelente funcionalidade técnica.

Blauer_Engel_cmyk_768x170.png
Anjo Azul (Blauer Engel)

O „Blaue Engel“ (anjo azul) é conferido a diferentes categorias de produto conforme critérios de teste adaptados. Produtos de instalação são testados conforme DE-UZ 113. Após testes externos do comportamento das emissões e cumprimento de outros requisitos relativos à composição e recipiente, por exemplo, as indicações das fichas de dados, a licença Blaue Engel é concedida pelo Instituto Alemão para Garantia da Qualidade e Marcas (RAL). A marcação com o Blaue Engel é voluntária. Segundo a norma DE-UZ 113, existem critérios Blaue Engel para produtos de pavimentação com emissões VOC reduzidas para o ar interior e, assim, com consequências reduzidas para a saúde humana. Para os utilizadores finais particulares, é o símbolo ambiental mais conhecido. Os requisitos do EMICODE EC1 e do Blaue Engel possuem um nível semelhante. A EMICODE EC1 PLUS impõe os mais altos requisitos para produtos de pavimentação com emissões baixas. Mais informações em www.blauer-engel.de/de/produktwelt/bauen/bodenbelagsklebstoffe

 

M1_cmyk_768x170.png
M1: Classificação das emissões de materiais de construção

M1 é um selo protegido para a classificação de produtos de materiais de construção de baixa emissão. materiais de construção.

O rótulo de teste voluntário finlandês para higiene ambiental e interior tem sido desde 1996 pela Building Information Foundation RTS a produtos fabricados por fabricantes que passam por rigorosos controles de qualidade e inspeções regulares. inspeções regulares. O objetivo da classificação é promover o desenvolvimento e o uso de o desenvolvimento e o uso de materiais de construção de baixa emissão.
A classificação estabelece os requisitos de emissão e odor para os materiais de construção, e móveis em edifícios de escritórios e residenciais no que diz respeito à qualidade do ar interior. qualidade do ar interior. Testes de emissão e odor em um laboratório neutro de terceiros laboratório fornece informações confiáveis sobre a emissividade dos materiais de construção. de materiais de construção.

Na classificação M1, são estabelecidos limites para a emissão e odor do produto para o ar. e odor no ar da sala. Os compostos de enchimento devem ser estar livre de caseína.

CE_cmyk_768x170.png
Marcação CE

A marcação CE é atribuída pelo fabricante, que indica que o produto cumpre os requisitos de uma norma europeia harmonizada. No caso das massas de nivelar, trata-se da norma DIN EN 13813 “Revestimentos contínuos para pavimentos”. A marcação CE confere um grau elevado de transparência em relação às propriedades importantes dos produtos. Cada produto com a marcação CE deve cumprir os requisitos especificados, portanto os valores indicados são sempre os valores mínimos. Segundo o regulamento europeu sobre produtos de construção (EU 305/2011), cada produto com marcação CE obriga a uma declaração de desempenho do fabricante. Em www.wakol.de, esta é disponibilizada por produto.

UE-Zeichen_cmyk_768x170.png
Marca de conformidade

A marca de conformidade (Marca C) assinala os produtos de instalação que cumprem as regras técnicas relevantes para a homologação para construção, conhecida na Áustria como sinais de incorporação ÜA. As homologações para construção gerais são concedidas para produtos e tipos de construção na área de aplicação das normas construtivas nacionais. São provas fiáveis de aplicabilidade de produtos de construção. O Instituto Alemão de Tecnologia da Construção (DIBt), como entidade de homologação alemã, atribui homologações para construção gerais a produtos de construção.

Por motivos de proteção da saúde, os adesivos para pavimentos em parquet e madeira requerem uma homologação para construção geral para aplicação em salas comuns desde o dia 01.01.2011 (ver lista de regras de construção B, parte 1, n.º 1.18.3 e anexo 1/18.3). No dia 1.1.2012 entrou em vigor a obrigatoriedade de homologação de adesivos para pavimentos de pisos, bem como para bases de instalação.

Steuerrad_cmyk_768x170.png
Roda do leme

A marca da roda do leme é um símbolo de conformidade válido em toda a UE, que confirma a adequação do respectivo produto a equipamentos marítimos, de acordo com a diretiva 2014/90/UE do Parlamento Europeu e do Conselho relativa aos equipamentos marítimos (Diretiva da UE relativa aos equipamentos marítimos – MED). O requisito é a existência de uma prova de fogo definida. Além deste exame de tipo CE, são necessárias medidas de controle por uma entidade notificada, como p. ex., um sistema de GQ conforme o módulo D. O detentor da roda do leme é a IMO, Organização Marítima Internacional, uma suborganização da ONU. Em www.wakol.de pode ser encontrada uma declaração de conformidade para o respetivo produto.

GISCODE_cmyk_768x170.png
GISCODE

O GISCODE é um sistema voluntário de classificação acordado entre fabricantes de produtos e associações profissionais de construção civil (GISBAU) em 1993 para distinguir grupos de produtos com determinadas características de risco comuns. Destina-se exclusivamente à proteção do trabalho e refere-se, na maior parte, às categorias de produto da TRGS 610.

A classificação segundo o GISCODE, p. ex., em rótulos de recipientes, informações de produto e fichas de dados de segurança é realizada voluntariamente por todas as empresas membro da associação industrial para adesivos Industrieverband Klebstoffe e.V. Para todos os grupos de produtos GISCODE, estão disponíveis nas associações profissionais de construção civil as informações correspondentes sobre grupos de produtos e modelos de instruções de utilização.

Franz_VOC_cmyk_768x170.png
Regulamentos VOC franceses

O regulamento francês sobre as classes de emissão VOC prevê que, a partir do dia 1 de janeiro de 2012, todos os produtos de construção, revestimentos de pisos e paredes, tintas e vernizes usados em interiores estejam assinalados com a respetiva classe de emissão. A classificação segundo as classes de emissões é realizada conforme valores limite definidos e é assumida pelo fabricante à sua inteira responsabilidade. A marcação no produto indica a maior das classes de emissões (a pior) encontradas para os VOC e TVOC. São aceites dados equivalentes sobre as emissões, como por exemplo, de inspeções para AgBB, EMICODE, Blauer Engel, etc. Para mais informações, consultar wakol.de.

Connected-Systems_cmyk_768x170.png
CONNECTED SYSTEMS

Connected Systems representa solucoes de sistemas coordenadas da Loba e da Wakol. Atraves de uma intensa colaboracao e intercambio de experiencias no desen volvimento de produtos, os nossos produtos sao sujeitos a um processo de teste coordenado. Este garante a seguranca ideal durante a instalacao.

loesemittelfrei_cmyk_768x170.png
TRGS 610/Lei relativa a substâncias perigosas

A lei relativa a substâncias perigosas (GefStoffV) regula, de forma abrangente, a classificação, identificação e manuseamento de todo o tipo de substâncias perigosas (www.baua.de)

As regulamentações técnicas para substâncias perigosas (TRGS) concretizam os requisitos da lei relativa a substâncias perigosas para a construção. A lei relativa a substâncias perigosas é cumprida caso as TRGS sejam observadas.

A TRGS 610, relativa a materiais e processos de substituição para pré-revestimentos e adesivos para pavimentos com forte teor de solventes foi atualizada. A nova versão da TRGS 610 é válida desde janeiro de 2011.

Segundo a TRGS 610, recomendam-se possibilidades de substituição por adesivos de dispersão sem solventes, adesivos SMP/MS ou adesivos PU sem solventes.

Em casos individuais, pode ser necessário utilizar adesivos com elevado teor de solventes do Grupo GISCODE S0,5 (ou melhor, como VOC-Control) para a colagem plana de parquet. Ao utilizar estas possibilidades de substituição claramente menos adequadas, são cumpridos os limites de exposição ocupacional, bem como o valor limite total.

EPD_cmyk_768x170.png
Declarações ambientais dos produtos

(Environmental Product Declaration, EPD) Uma EPD é um conjunto de dados que tenta compilar todas as informações/dados ambientalmente relevantes de um produto, como o consumo de recursos e emissões, durante todo seu ciclo de vida. Trata-se de cerca de 100 dados individuais. O ponto de partida para a elaboração de uma EPD é o chamado balanço ecológico, ou seja, uma análise sistemática do impacto ambiental de produtos durante todo o seu ciclo de vida. Isto também é chamado de análise do ciclo de vida. Os procedimentos básicos para a elaboração de tais declarações de produto estão parcialmente regulados e estabelecidos em normas, p. ex., a norma EN 15804.

Para compilar este conjunto de dados muito abrangente, trabalha-se sempre com pressupostos simplificados, valores médios e estimativas.

A declaração ISO de Tipo III conforme a norma DIN EN ISO 14025 foi elaborada em cooperação com o Institut für Bauen und Umwelt e.V. (Instituto para construção e meio ambiente). Com estas declarações quantitativas sobre o desempenho ambiental dos produtos de construção são usadas EPD, entre outras, na certificação de edifícios, com a palavra-chave “construção sustentável”. Na Alemanha, os edifícios são certificados, por exemplo, a DGNB (sociedade alemã para construção sustentável). Dependendo do cumprimento dos critérios, a DGNB atribui certificados em Ouro, Prata ou Bronze.